Home Boletins Acabou o racionamento de água na Grande Vitória
  Vídeo Anterior Segundo Turno das eleições para prefeito sem problemas na Grande Vitória
  Próximo Video Feira de Artesanato até domingo na Praça do Papa
0

Acabou o racionamento de água na Grande Vitória

0
0

A chuva das últimas semanas garantiu água suficiente para o abastecimento.

O anuncio do fim do racionamento foi feito por membros das agencias reguladoras e da Cesan. A suspensão do fornecimento de água por um dia na semana para 416 bairros da grande vitória começou em setembro e atingiu mais de um milhão e setecentas mil pessoas.// a medida foi tomada por causa da baixa vazão dos rios Jucu e Santa Maria da Vitória.//

Em outubro o racionamento já havia sido suspenso para parte dos moradores que recebiam a água vinda do rio Jucu.//

Agora, graças a chuva, chega a vez dos abastecidos pelo rio Santa Maria da Vitória, os moradores da Serra, Praia Grande em Fundão e de partes do município de Cariacica e Vitória.//

No meio rural, o governo também liberou a captação de água para irrigação das lavouras entre seis da tarde e cinco da manhã.// durante o dia a captação continua permitida apenas para abastecimento humano e para matar a sede dos animais.

Duração

Após 55 dias de racionamento, a Cesan (Companhia Espírito Santense de Saneamento) suspende o rodízio do abastecimento de água para os bairros atendidos pelo Rio Santa Maria da Vitória. A medida foi aprovada pela Agência de Regulação de Serviços Públicos do Espírito Santo (Arsp) e será implantada a partir do meio dia desta quinta-feira (17), normalizando o fornecimento para o município de Serra, parte de Cariacica, além da região continental de Vitória até as pontes da Passagem e de Camburi, e Praia Grande, em Fundão.

A suspensão do rodízio foi possível devido à melhora nas condições do Rio Santa Maria. As chuvas dos últimos dias propiciaram a recuperação da vazão, tanto acima, quanto no curso do rio após a represa de Rio Bonito. Essa condição resultará em melhor aproveitamento hídrico no que se refere ao atendimento à demanda da população e para continuar o armazenamento de água na represa. O reservatório de Rio Bonito alcançou 38% de sua capacidade, o que dá segurança para manter o abastecimento normalizado.

A Cesan alerta que a população deve manter os hábitos de redução do consumo de água, porque o rodízio de água pode ser implantado novamente a qualquer momento caso as condições dos mananciais voltem a se deteriorar. Segundo o diretor de Engenharia e Meio Ambiente da Cesan, Amadeu Wetler, o uso racional da água deve ser uma nova forma das pessoas se relacionarem com esse recurso. “Passamos por um longo período com chuvas abaixo da média histórica, estamos no terceiro ano de crise hídrica, e vamos precisar de chuvas regulares para restabelecer o equilíbrio”, ponderou o diretor.

Irrigação

Devido ao alto volume de chuvas registrado nos últimos dias, que contribuiu para o aumento da vazão dos rios em todo o Estado, a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh) decidiu suspender temporariamente a Resolução 038/16, que proíbe a captação de água para irrigação e outros fins que não sejam o abastecimento humano e a dessedentação animal nos municípios em situação extremamente crítica em relação ao abastecimento de água.

Com a medida, a captação de água volta a ser permitida durante a noite, das 18 às 5 horas, em todo o Estado. Durante o dia, das 5 às 18 horas, a captação de água para fins que não sejam o abastecimento humano e a dessedentação animal continua proibida.

A Agerh reforça que a suspensão é temporária, ou seja, se houver queda na vazão dos rios a Resolução 038/16 pode entrar em vigor novamente.

Com a pior crise hídrica que já atingiu o Espírito Santo nos últimos 80 anos, vários municípios estão sob racionamento de água, número que já reduziu de 20 localidades para cinco, atualmente. Na Grande Vitória foi necessário implantar um plano de contingenciamento com rodízio no abastecimento de água que teve início no dia 22 de setembro.

A operação do rodízio aliada à diminuição do consumo pela população, na Grande Vitória, permitiu uma economia dentro da expectativa. Nesse período, o resultado obtido foi uma redução de15% no sistema que capta água do Rio Santa Maria da Vitória e 12% no Rio Jucu (o rodízio foi suspenso em 7/10). Ao todo 1,6 bilhão de litros de água foram economizados. Esse volume daria para abastecer o município de Serra por 36 dias (levando em consideração o consumo recomendado pela ONU de 110 litros por pessoa por dia) ou 122 mil residências por um mês.

Ao todo, o rodízio na Grande Vitória alcançou 416 bairros nos municípios de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana e Fundão, abrangendo uma população de mais de 1,7 milhão de habitantes, totalizando 566.807 unidades consumidoras entre residências, comércios e serviços, indústrias e setor público. O plano de contingência para operar o rodízio foi elaborado pela Cesan de forma que o abastecimento ocorresse de forma isonômica para todas as unidades consumidoras.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *