Home Mercados & Negócios Agronegócio capixaba, afetado pela seca, pede novas condições para pagamento de dívidas
  Vídeo Anterior Presidente do Conselho de Economia do ES fala sobre medidas proposta por Michel Temerr
  Próximo Video Nova equipe econômica precisa enfrentar a pauta das reformas

Agronegócio capixaba, afetado pela seca, pede novas condições para pagamento de dívidas

0
0

Mercados & Negócios foi à Federação da Agricultura do Espírito Santo conversar com o presidente Júlio Rocha sobre o decreto de emergência hídrica que o governo do estado publicou este mês. Apesar de apoiar as medidas determinadas no decreto e achar importante a construção das barragens, Júlio Lopes pede um cuidado especial com o pequeno agricultor, que, na maioria dos casos, tem apenas uma bomba para “puxar” a água que é usada tanto para abastecer a família, os animais e a lavoura e lacrá-la pode significar uma punição indevida ao agricultor.
Por conta da seca ele prevê uma quebra de cerca de 40% da produção do café conilon, com graves reflexos na economia do interior do estado. Outro ponto é a liberação de importação de café verde, em pleno início da colheita e que já está afetando o preço aqui no estado. Júlio Rocha fala também sobre a seca no centro-oeste que pode afetar o preços da carne no estado, já que quase todo o milho usado na alimentação dos animais de corte no Espírito Santo é importado. Ele prevê o fechamento de granjas aqui no Estado.
Mercados & Negócios é um programa semanal sobre economia da GVNewsTV. Programas anteriores podem ser acessados em gvnews.com.br.