Home Vida Gentil Atitude gentil é o que importa
  Vídeo Anterior Raimundo orienta como praticar a gentileza no dia-a-dia
  Próximo Video Vida Gentil com Raimundo de Oliveira
0

Atitude gentil é o que importa

0

O colunista Raimundo de Oliveira explica que é possível ser gentil com as coisas que nos servem como ônibus, escolas, parques, enfim com o bairro e a própria cidade e que isso nos torna melhores e nos faz ter uma vida mais confortável e alegre. Raimundo de Oliveira é o “gentileza capixaba”. Ele é um “agitador cultural” que mudou a comunidade onde vive, o Morro dos Alagoanos, em Vitória. Raimundo idealizou, e realiza há mais de 10 anos, o Festival de Música de Botequim – o Femusquim, lá mesmo na comunidade. Criou a Escadaria da Fama, para homenagear personalidades da cultura e do esporte nacionais e implantou o cores do morro, ajudando a colorir o lugar onde vive. A alegria contagiante de Raimundo atinge a toda Grande Vitória. Ele sempre é chamado para dar palestras e difundir a filosofia do mestre José Datrino, o Profeta Gentileza. O wikipedia explica assim a vida de Gentileza: “José Datrino, mais conhecido como Profeta gentileza (Cafelândia, 11 de abril de 1917 – Mirandópolis, 29 de maio de 1996)[1] , foi uma personalidade urbana carioca, espécie de pregador, que se tornou conhecido por fazer inscrições peculiares sob um viaduto situado na Avenida Brasil, na zona portuária do Rio de Janeiro, onde andava com uma túnica branca e longa barba….A partir de 1980, escolheu 56 pilastras do viaduto da Avenida Brasil, que vai do Cemitério do Caju até o Terminal Rodoviário do Rio de Janeiro, numa extensão de aproximadamente 1,5 km. Ele encheu as pilastras do viaduto com inscrições em verde-amarelo propondo sua crítica do mundo e sua alternativa ao mal-estar da civilização.

Durante a Eco-92, o Profeta Gentileza colocava-se estrategicamente no lugar por onde passavam os representantes dos povos e incitava-os a viverem a gentileza e a aplicarem gentileza em toda a Terra.

Atualmente os murais estão ameaçados de destruição pelo projeto “Porto Maravilha” da prefeitura do RJ, que pretende demolir o viaduto, onde os murais estão, restaurados. Como os murais são tombados pela prefeitura, não há consenso sobre o que acontecerá com eles.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *