Home Notícias do Dia Cariacica: destruição de lixeiras custa uma praça por ano
Cariacica: destruição de lixeiras custa uma praça por ano

Cariacica: destruição de lixeiras custa uma praça por ano

0
0

O vandalismo às lixeiras de Cariacica causam um prejuízo de quase R$ 100 mil por ano aos cofres da prefeitura. O dinheiro daria para construir uma praça nova. De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), somente em 2015, foram danificadas ou furtadas 10 caixas (as lixeiras de rodinhas) a um custo unitário de R$ 1.500,00. Já as coletoras fixas (as papeleiras instaladas em postes) são o alvo mais freqüente: em média, 50 delas são destruídas todos os meses. Cada uma delas custa, em média, R$ 136,23.
Quem perde com isso é a população que fica à mercê de risco de contaminação de doenças e focos de mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya.
“A reposição desses materiais chega a custar, anualmente, em média, o valor de uma praça de lazer para o município. Infelizmente, muitos não encaram o bem público como um bem comum, que é algo que pertence a todos nós e requer um uso consciente para que a durabilidade desse material seja plena”, comenta o gerente de Serviços Públicos, Renato Terra. Ele informa que das 10 caixas contêineres, cinco foram incineradas. E em um período de 60 dias, só na região da Grande Itacibá, três foram furtadas e duas, quebradas.
Denúncia
O ato de destruir lixeiras se enquadra na categoria das infrações ambientais e contra o patrimônio público. Conforme o Código Penal, Lei Nº 2.848/40, a destruição do patrimônio público é crime tipificado no artigo 163, que sujeita o infrator a pena de detenção, de seis meses a três anos, multa, além da pena correspondente à violência.
Os moradores devem denunciar tal vandalismo para que os infratores sejam punidos. As denúncias podem ser efetuadas no Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes), por meio do telefone 190.