Home Espírito Santo Chuva causa transtornos na Grande Vitória
Chuva causa transtornos na Grande Vitória
0

Chuva causa transtornos na Grande Vitória

0
0

A chuva que cai na Grande Vitória trouxe transtornos para os moradores de vários municípios e ocorrências para equipes de Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. Aulas foram suspensas e houve registro de deslizamentos de terra e desabamentos de tetos. Muitas vias ficaram alagadas dificultando o trânsito e a operação do Transcol.

Vitória

Na capital do Espírito Santo houve deslizamento de terra no bairro Consolação (na divisa com o bairro São Benedito). O solo encharcado provocou o desabamento de um muro. Três imóveis na escadaria Irineu Barcellos Machado precisaram ser interditados. Dez pessoas ficaram desalojadas e foram para a casa de parentes e amigos.

Deslizamento de terra no bairro Consolação, em Vitória

O desabamento parcial de uma residência em Piedade deixou outras quatro pessoas desalojadas e uma infiltração e descolamento de placa de gesso desalojou outras duas pessoas em Jardim da Penha.

Ocorrências também foram registradas no bairro São Benedito (risco de deslizamento de terra).

De acordo com a prefeitura, em 24 horas choveu 154 milímetros no município.

O pico dessa chuva foi às 6 horas da manhã desta quarta (13), o que acarretou acúmulo de água em algumas ruas. Porém, cerca de duas horas depois, com a redução do volume, as vias já estavam liberadas para passagem de pedestres e carros.

“Os sistemas de drenagem e as estações de bombeamento deram vazão a todo esse volume de água em pouco tempo. Agora estamos monitorando as áreas de risco da capital para garantir a segurança dos moradores”, disse o coordenador da Defesa Civil de Vitória, Jonathan Jantorno, acrescentando que a previsão de chuva era de 80mm nesse período.

As equipes da Defesa Civil estão de prontidão e atuando nas 25 áreas de risco da capital. Em caso de deslizamentos ou desabamentos, os munícipes podem ligar para o plantão 24 horas do órgão: 98818-4432. As demandas também podem ser registradas pelo Fala Vitória 156.Chuva: equipes da Defesa Civil atendem ocorrências em Vitória

Viana

A Coordenadoria de Defesa Civil do Espírito Santo informou que o município de Viana registrou 102 milímetros de chuva desde a última terça (12).  Ocorrências foram registradas no bairro Soteco, em Viana, além de alguns pontos da BR-101.

Apesar de apresentar o maior acumulado de chuvas, as aulas nas escolas da rede municipal e os atendimentos nas Unidades de Saúde seguem normalizados. Não há registro de desabrigados e nem desalojados no município, segundo a prefeitura.

De acordo com a gerente da Defesa Civil de Viana, Iraneyde Barbosa Sales, pela manhã, não havia registros de ocorrências graves no município. Apenas pontos de alagamento por conta do grande volume de chuva. A gerente orienta ainda sobre alguns cuidados no período de chuvas intensas. “Em caso de inundações, é necessário que o cidadão se desloque rapidamente para um local seguro e aguarde o escoamento da água. Em seguida acione a Defesa Civil ou o Corpo de Bombeiros”, destaca. Plantão Defesa Civil – 9 9860-4360

Vila Velha

A Prefeitura de Vila Velha suspendeu as aulas nas escolas em bairros afetados pela chuva. De acordo com a prefeitura, os acessos às escolas ficaram prejudicados e as aulas serão devidamente repostas. Sete Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) e 25 Unidades Municipais de Ensino Fundamental (Umefs) tiveram as aulas suspensas.

Das 19 unidades de saúde de Vila Velha, 18 abriram as portas. O serviço de atendimento médico-ambulatorial ocorreu de forma limitada em razão da falta de acesso de servidores aos seus locais de trabalho. As consultas agendadas serão remarcadas.

A prefeitura informou que foram registrados alguns pontos de alagamentos no município, mas a água escoou bem, apesar de a maré estar no seu ponto alto até às 4 horas da manhã. E que equipes da Defesa Civil estão de prontidão monitorando o nível dos canais e a intensidade das chuvas no município, que apontaram um índice de mais de 60 milímetros nos bairros de Terra Vermelha e Vale Encantado em apenas 6 horas.

Ainda de acordo com a prefeitura, as três estações de bombeamento – Praia da Costa, Sítio Batalha e a de Guaranhus – funcionaram de forma ininterrupta durante todo o período de chuva. Qualquer registro de ocorrência pode ser feito por meio do telefone 162, pelo site da Prefeitura ou pelo aplicativo OUVEVV.

Cariacica

Segundo dados da Defesa Civil Estadual, o município de Cariacica recebeu o terceiro maior volume de chuva do Estado, com 79mm. A média para o mês de novembro é de 165mm.

A Prefeitura de Cariacica informou um caso de deslizamento de barreira em Santa Luzia. Não houve vítimas ou prejuízos materiais. As famílias das três casas atingidas foram orientadas pela Defesa Civil a deixarem o local. Já no bairro Santa Cecília, a equipe atendeu a um chamado também de deslizamento de barreira. Não houve desalojados.

Os pontos de alagamentos foram registrados em Jardim América, Vila Capixaba, Campo Grande, Sotelândia, Rio Marinho, Vale Esperança, Porto de Cariacica, Porto de Santana e Flexal

Em caso de emergências, o morador deve ligar para 9 8831-6000.

Hospital

O Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (Hucam) precisou suspender algumas atividades em decorrência da queda de parte do forro de gesso da unidade. Por meio de nota, o Hucam informou que foram interrompidos os serviços da Unidade de Diagnóstico por Imagem e Métodos Gráficos. O telhado por onde infiltrou água foi reparado e as equipes de manutenção trabalham para restabelecer o serviço. O hospital também informou que entrará em contato com os pacientes para remarcar os exames que ocorreriam nesta manhã.

A nota ainda informa que também houve goteiras na enfermaria do quarto andar, onde também há homens trabalhando para resolver o problema. O hospital informou o vazamento já foi resolvido e não foi necessária a interdição de leitos.

Serra

Na Serra, alagamentos aconteceram na Rodovia Norte-Sul, sentido Serra a Vitória. A pista central do Km 265 da BR 101, em Laranjeiras, na Serra, também ficou alagada. O trânsito foi feito de forma lenta pela pista lateral.

Transcol

Os ônibus do Transcol tiveram dificuldade de sair das garagens por causa dos alagamentos em diversos pontos da Grande Vitória.

Interior

Em Alegre, no sul do estado, a Defesa Civil contabilizou 16 pessoas desalojadas.

WhatsApp chat