Home Notícias do Dia Chuva: Defesa Civil de Vitória emite alerta de risco de deslizamentos
Chuva: Defesa Civil de Vitória emite alerta de risco de deslizamentos
0

Chuva: Defesa Civil de Vitória emite alerta de risco de deslizamentos

0

A Defesa Civil de Vitória emitiu um alerta de risco de deslizamento de terra ou rolamento de rochas em encostas da cidade por causa das chuvas dos últimos dias. Segundo a prefeitura da capital, as encostas encontram-se com o solo saturado (encharcado), aumentando, assim, o peso e o risco dessas ocorrências. O solo se torna uma “pasta” de lama que se desprende da encosta e escorrega.

Segundo o coordenador do órgão, Jonathan Jantorno, o acumulado de chuva é de 100mm, o que pode causar deslizamento de terra. “Se os moradores de áreas de risco perceberem movimentação de solo, devem deixar imediatamente o imóvel e acionar a Defesa Civil”, orientou Jantorno.

Plantão

A prefeitura informou que a Defesa Civil mantém um esquema de plantão e vistoria dessas áreas e que uma equipe do órgão está 24 horas de prontidão para atender a qualquer demanda da população. O telefone do plantão da defesa Civil é o (27) 98818-4432. O alerta de chuvas fortes vale para esta sexta (01), mas o de deslizamento segue para os próximos três dias. Durante a semana, o atendimento também é feito pelos telefones (27) 3382-6168 e 3382-6167.

Alagamentos

Enquanto a Defesa Civil reforça o monitoramento das áreas de encosta, as equipes da Prefeitura dão atenção especial à limpeza de bueiros e galerias. Também pode haver pontos de alagamentos em algumas vias. No entanto, em caso de chuvas fortes e com mais de duas horas de duração, as estações de bombeamento são acionadas automaticamente para escoar a água para o mar.

Monitoramento

A Prefeitura de Vitória monitora 24 horas por dia, durante todo o ano, a quantidade de precipitação e os efeitos das chuvas nas encostas e na rede de drenagem da cidade.

O trabalho é realizado pela Secretaria de Obras e pela Central de Serviços a partir das diretrizes do Plano Municipal de Redução de Risco (PMRR) e do Plano Diretor de Drenagem Urbana (PDDU).

A cidade é monitorada pelo projeto Mapenco (Mapeamento das Áreas de Risco das Encostas do Município de Vitória). Esse serviço tem como principais objetivos a caracterização, a localização, o dimensionamento, a classificação e a disponibilização de dados de risco de caráter geológico-geotécnico.

A meta é avançar nas pesquisas relativas a sistemas de alerta e monitoramento das encostas para disponibilizar dados confiáveis ao poder público para tomada de decisões dentro de um Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC), cujo objetivo é reduzir as perdas de vidas humanas, os danos materiais e os transtornos sociais e econômicos.

O Mapenco é fruto de convênio com a Fundação Espírito-Santense de Tecnologia. Um dos instrumentos de monitoramento são as estações pluviométricas que monitoram as chuvas nas encostas.

Encostas

De acordo com a prefeitura desde 2013, já foram realizadas 46 obras em áreas de risco, e investidos R$ 26 milhões nos bairros: Moscoso; Fonte Grande; Alagoano; Mário Cypreste; Ariovaldo Favalessa; Gurigica; Consolação; Bento Ferreira; Ilha de Santa Maria; Jaburu; Jesus de Nazareth; Fradinhos; Bairro de Lourdes; Jucutuquara; Joana D’Arc; Santa Martha; São Benedito; Bonfim; Conquista; Comdusa; Santa Tereza; Mangue Seco; Forte São João; Centro; Romão; Tabuazeiro; Penha; São Benedito e Fradinhos.