Home Notícias do Dia ES tem 109 casos confirmados de zika e sete bebês com microcefalia
ES tem 109 casos confirmados de zika e sete bebês com microcefalia

ES tem 109 casos confirmados de zika e sete bebês com microcefalia

0
0

O  Espírito Santo registrou até agora 109 casos confirmados de infecção pelo zika vírus e sete casos de bebês com microcefalia.

No total foram notificados 3.513 casos de infecção pelo zika virus. O Laboratório Central (Lacen) recebeu 1.241 amostras para análise e, deste total, 109 deram resultado positivo, 526 acusaram negativo e 606 estão em análise. Além dessas amostras, outras 106 estão em análise na Fiocruz, no Rio de Janeiro.

Os municípios que apresentam casos de zika confirmados laboratorialmente são Aracruz, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Guarapari, Iconha, Irupi, Itarana, Mantenópolis, Nova Venécia, Pinheiros, Presidente Kennedy, São José do Calçado, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória.

O Lacen analisa, prioritariamente, amostras de gestantes com suspeita de doença exantemática (vermelhidão na pele); de pacientes internados com complicações neurológicas e de pacientes graves, ambos quando apresentarem quadro de doença exantemática prévia ou vigente; investigação de óbito; investigação de microcefalia e bebês de mães que tiveram suspeita de doença exantemática durante a gravidez, além de amostras enviadas por municípios que ainda não têm confirmação laboratorial de zika. Os demais casos são confirmados por clínica epidemiológica, não necessitando de exame laboratorial.

Microcefalia

A Secretaria de Estado da Saúde informa, ainda, que entre 22 de novembro de 2015 e 16 de abril de 2016 foram notificados no Espírito Santo 130 casos de microcefalia em bebês nascidos vivos, natimortos ou em gestação. Destes, 99 permanecem em investigação, 24 foram descartados e 07 foram confirmados para microcefalia.Todos os casos estão sendo investigados. Vale ressaltar que a microcefalia pode ser causada por diversos agentes infecciosos além do vírus zika, tais como sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus e herpes viral.

 

Saiba como se prevenir

– Limpar o quintal, jogando fora o que não é utilizado;

– Tirar água dos vasos de plantas;

– Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;

– Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;

– Manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas, sacolas plásticas etc.;

– Escovar bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, vasos de plantas, tonéis, caixas d’água) e mantê-los sempre limpos.

 

Dados sobre microcefalia
Total acumulado de casos notificados de 2015 a 2016 Casos notificados de microcefalia e/ou alterações do sistema nervoso central, sugestivos de infecção congênita, em fetos, abortamentos, natimortos ou recém-nascidos.
Permanecem em investigação Investigados e confirmados1 Investigados e descartados2
130 99 07 24
¹Apresentam alterações típicas: indicativas de infecção congênita, como calcificações intracranianas, dilatação dos ventrículos cerebrais ou alterações de fossa posterior entre outros sinais clínicos observados por qualquer método de imagem ou identificação do vírus Zika em testes laboratoriais.
²Descartados por apresentar exames normais, por apresentar microcefalia e/ou malformações congênitas por causas não infecciosas ou por não se enquadrar nas definições de casos.