Home Notícias do Dia Governo lança campanha contra assédio sexual dentro dos ônibus
Governo lança campanha contra assédio sexual dentro dos ônibus
0

Governo lança campanha contra assédio sexual dentro dos ônibus

0

Só quem é mulher sabe, mas todo mundo pode ajudar. Ajudar denunciando, ajudar não permitindo que a violência contra a mulher siga acontecendo. Para isso, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado dos Transportes e Obras Públicas (Setop) e da Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV), lança, nesta segunda (13), a campanha contra assédio sexual dentro dos ônibus do Transcol.

Uma campanha criada, em sua maioria, para mulheres e homens se envolverem e entrarem de vez no combate a essa prática que, apesar de não apresentar números oficiais expressivos, ocorre com frequência nas mais de 600 mil viagens diárias do sistema de transporte público. Essa constatação se deu ao longo da produção da campanha, que identificou diversos depoimentos de mulheres que já passaram por essa situação, mas, por constrangimento ou medo, não denunciaram seus agressores.

O diretor presidente da Ceturb, Alex Mariano, lembrou que é preciso que as pessoas tenham empatia com que é assediado. “Temos que nos colocar no lugar do outro, como se fosse alguém de nossa família: mulher, filha, irmã, mãe. Dessa forma, estaremos nos empenhando para que esse tipo de atitude não aconteça mais”.

O secretário dos Transportes e Obras Públicas, Paulo Ruy Carnelli, destacou a importância dessa campanha contra o assédio nos ônibus, considerando que o Sistema Transcol transporta mais de 650 mil pessoas por dia na Região Metropolitana da Grande Vitória. “Hoje, nos aliamos ao Governo nesse movimento de combate à violência contra a mulher. Um dado concreto é que mais de 50% de quem viaja no Transcol são mulheres”, ressaltou.

Durante o lançamento da campanha, que contou com a presença do governador Paulo Hartung, diversas autoridades estiveram presentes. “Só quem é mulher sabe, mas todo mundo pode ajudar. E o apoio de todos nessa campanha é essencial para uma mudança de cultura, para que as mulheres sejam respeitadas como merecem, para que os casos de violência sejam denunciados e a gente viva numa sociedade pacífica, onde os direitos de todos são garantidos e respeitados. Violência contra a mulher é estupidez. E nossa sociedade pode e deve ser melhor que isso”, ressaltou o secretário de Estado dos Direitos Humanos, Júlio Pompeu.

Já o secretário de Segurança, André Garcia, ressaltou a importância de todos se envolverem: “Não vamos falar apenas de campanha. Vamos ir além, vamos falar do Movimento para proteger nossas mulheres. Estamos falando dos crimes contra elas, que vem marcando nossa sociedade, que muitos deles estão marcados pelo preconceito. Não há nenhum motivo para considerarmos que a mulher não mereça ocupar qualquer espaço que ela queira almejar”.

A secretária de Estado de Comunicação, Andréia Lopes, falou em nome do governador Paulo Hartung e lembrou que essa campanha dá prosseguimento à campanha de combate à violência contra a mulher, lançada a cerca de um mês: “É o governo trazendo uma mensagem do respeito, chamando a sociedade a vir junto e abraçar essa causa”.

 Peças

A campanha consiste em várias peças de publicidade, que circularão em diversas mídias. Na televisão, serão veiculados três filmes, com depoimentos reais de quem passou pelo constrangimento de ser assediada. Esses depoimentos também ganharam uma versão mais longa, que será postado na internet.

No interior dos veículos do Transcol, várias peças estarão dispostas nas calhas de iluminação. Cartazes com o mesmo tema serão afixados no vidro atrás dos motoristas. Além disso, também serão afixadas publicidades do tipo backbus nos carros e cinco veículos receberam semienvelopamento para fazer a campanha circular nas vias de toda a Grande Vitória.

Também foram confeccionados banners, pôsteres e camisetas com gravuras sobre o tema, criadas por mulheres artistas. Os banners e pôsteres serão instalados nos dez terminais de integração do Sistema Transcol.

Há, ainda, um avatar para ser usado em fotos de perfil do Facebook, além de uma peça para ser usada na timeline da rede social. A campanha contará ainda com cards para o aplicativo Whatsapp e webbanners para divulgação nos onlines.

A Ceturb-GV, em parceria com o Sindicato das Empresas de Transporte (GVBus) e o Sest-Senat, vai oferecer treinamento, por meio de palestras, para orientar os motoristas e cobradores sobre como agir quando ocorrer casos de assédio sexual dentro de algum coletivo. O treinamento começa no dia 22 de novembro, no auditório do Sest/Senat, com a participação de 200 pessoas, entre motoristas, cobradores, fiscais dos terminais e instrutores de garagens, que serão multiplicadores para que as orientações cheguem aos cerca de 6.500 trabalhadores do sistema.

A partir daí, serão realizadas blitze educativas nas garagens e terminais, levando as orientações para esses ambientes. Ficou decido que esse tema será incluído permanentemente na grade dos cursos de formação de motoristas, de forma que o treinamento passa a ser uma ação continua.

Tudo que envolveu a produção, como equipe, direção do filme e ilustração, teve olhares, mãos e um toque feminino. Um trabalho importantíssimo para que todos fiquem alertas sobre esse grave problema: o assédio sexual, que pode acontecer em qualquer lugar. Veja, conheça e compartilhe essas histórias, para que elas nunca mais se repitam. E se sofrer ou presenciar um assédio, disque 181 e denuncie. #sóquemémulhersabe #eunãoaceitoassédio #todomundopodeajudar