(27) 988820559 gvnewstv@gmail.com

Linha Verde: fiscalização começa e multas podem ser aplicadas

nov 27, 2019

A Guarda Municipal de Vitória começou, nesta quarta (27), a fiscalizar a Linha Verde – faixa exclusiva na praia de Camburi para ônibus, táxis, vans e carros com três ou mais pessoas. A Linha Verde começa na altura do píer de Iemanjá e vai até Jardim Camburi e funciona de segunda a sexta-feira, das 6 às 20 horas, e aos sábados, das 6 às 14 horas.

Quem não se enquadrar nos critérios para circular pela faixa exclusiva e insistir em percorrê-la poderá ser multado.

A Linha Verde funciona de forma educativa desde março de 2018. De acordo com a prefeitura, o grande objetivo da faixa é conscientizar o motorista a priorizar o transporte coletivo e esse objetivo tem sido alcançado.

“Isso me deixa muito feliz porque, desde a instalação da Linha Verde, nós apostamos na conscientização, na solidariedade e na corresponsabilidade das pessoas, e está dando certo. Grande parte dos motoristas está respeitando sem nenhum outro tipo de desafio maior para a prefeitura, elogiou o prefeito de Vitória, Luciano Rezende.

“Desde a implantação da Linha Verde, nós pudemos perceber que a taxa de respeito é muito alta e poucos veículos ocupam a faixa de forma irregular. A adesão dos condutores que passam pelo local é de 60%”, disse o secretário de Segurança Urbana de Vitória, Fronzio Calheira.

Linha Verde

A Linha Verde tem como objetivo principal priorizar o transporte coletivo ao garantir uma faixa exclusiva para ônibus, micro-ônibus, ambulâncias, viaturas policiais, ônibus de escolares, particulares de excursão e turismo, vans, táxis e veículos com três ou mais pessoas (carona solidária).

A faixa exclusiva funciona de segunda a sexta-feira, das 6 às 20 horas, e aos sábados, das 6 às 14 horas.

Após a instalação das placas de sinalização indicando o uso prioritário da via, concluída nesta quarta-feira, os motoristas que desrespeitarem a prioridade poderão ser notificados, pois transitar de forma irregular pela faixa exclusiva é uma infração média, com perda de quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).