Home Notícias do Dia Empreendedor Individual tem até dia 31 para declaração
Empreendedor Individual tem até dia 31 para declaração

Empreendedor Individual tem até dia 31 para declaração

0

O prazo para o MEI (Microempreendedor Individual) entregar a DASN (Declaração Anual do Simples Nacional) termina no próximo dia 31 de maio. Essa declaração é obrigatória, pois informa o valor da receita bruta referente ao ano-calendário anterior, neste caso dados de 2014.
Para auxiliar todos os Micro Empreendedores Individuais no Estado, que hoje já somam o número de 125.635 (cento e vinte e cinco mil, seiscentos e trinta e cinco), nesta semana, o Instituto Sindimicro, em parceria com a Prefeitura Municipal de Vila Velha, está à disposição com a Unidade Móvel do Empreendedor, na Praça Duque de Caxias, centro, para ajudar no preenchimento da Declaração, que é feito no site da Receita Federal.
“Num universo de 215 mil MPEs (micro e pequenas empresas) no Espírito Santo, temos um número alto de MEI, que precisam de atenção e apoio, pois a lógica é que em breve aumentem o faturamento e se tornem uma micro empresa ou empresa de pequeno porte”, explica Hugo Tofoli, coordenador geral do Instituto.
Vale destacar que na quinta-feira, 7/05, será realizada a capacitação “Seja um Empreendedor de Sucesso”, no Titanic, a partir das 18h30. Na oportunidade serão repassadas informações importantes para quem quer abrir o próprio negócio e sobre os benefícios de quem se formaliza como MEI.

Quem pode ser MEI
Empresários com faturamento de até R$ 60 mil por ano. O MEI não pode ser sócio ou titular de outra empresa e deve ter, no máximo, um empregado contratado pelo piso salarial. Assim como é isento de tributos federais, como Imposto de Renda, PIS, COFINS, IPI e CSLL.

Atividades: cuidadores de animais, diaristas, guarda-costas, instaladores e reparadores de cofres, trancas e travas de segurança, piscineiros, seguranças independentes, profissionais de transporte intermunicipal de passageiros sob frete em região metropolitana, de transporte intermunicipal e interestadual por navegação fluvial e vigilante independente

Além da atividade principal, o MEI pode registrar até quinze ocupações para suas atividades secundárias. A cada ocupação registrada será atribuído um código de Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE).

fonte: Sindimicro

WhatsApp chat