Home Boletim do Samba Novo Império: ancestrais africanos no Sambão
  Vídeo Anterior Chegou o que faltava é pura garra na avenida
  Próximo Video Tradição Serrana traz o Congo para o Sambão
0

Novo Império: ancestrais africanos no Sambão

0

A escola da Grande Santo Antonio, em Vitória, virá com 1.300 componentes.

Axé Novo Império eu sou
A nação de Angola chegou
A força e a raça dos meus ancestrais
Não vão me deixar jamais
Um elo de amor pra vida inteira
Kiua, minha escola guerreira

Vem na batida do tambor… Mãe África
O ventre do mundo gerou
Filho de Zambi eu sou
A mais sublime criação
Orgulho negro, sangue guerreiro
Não me gerou pro cativeiro
Por onde aportaram os navios negreiros
Perpetuaram os terreiros

Aos Inkices peço proteção
Sou Bantu, quilombola, amor e devoção
Imperiano segue na fé
A nossa força vem do candomblé

Igualdade, justiça e paz
Liberdade, grilhões nunca mais
O meu Brasil que eu sempre quis
Negros e brancos num canto feliz
Quebrando correntes, seguindo em frente
Um não a discriminação
A nossa herança é verdadeira
Samba e capoeira,
E a fé nessa grande Nação