(27) 988820559 gvnewstv@gmail.com

Projeto leva poesia como instrumento de transformação aos adolescentes do Iases

nov 27, 2019

Por meio do projeto “Versos de Liberdade”, a poesia é apresentada aos adolescentes do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) como instrumento de diálogo e transformação. O projeto, idealizado pela escritora Elisa Lucinda, acontece até a sexta(29).

A ação é promovida pela instituição de ensino Casa Poema, em parceria com o Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude (CAIJ) do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) e o Ministério Público do Trabalho (MPT).

Mais de cinquenta adolescentes, meninos e meninas, participam das atividades do projeto. A programação inclui, em cinco encontros, oficinas de poesia, leitura, interpretação, dinâmicas e vivências, com o objetivo de traduzir sentimentos e emoções e despertar nos socioeducandos novas escolhas. Três oficineiros do projeto, Jonathan dos Reis Estrela, Luiz Fernando Rodrigues Coelho e Luiza Cassano conduzem as atividades.

Nesta segunda (25), a abertura do projeto foi realizada com a apresentação de diversas obras de poetas da língua portuguesa. Durante a dinâmica, os adolescentes escolheram um poema e formaram rodas de leitura para que pudessem contar aos demais a história relatada nos versos e trabalhar em conjunto a oralidade e o diálogo, além de serem incentivados a explorar suas qualidades e potencialidades.

A escritora Elisa Lucinda esteve presente na abertura do evento e falou aos adolescentes sobre o poder da palavra e a importância de saber dialogar. “A palavra é ouro. Com ela você se defende, você se coloca, exige os seus direitos. Só a palavra traz isso”, disse.

Lucinda ainda destacou que um dos objetivos do projeto é fortalecer a autoestima, incentivar a leitura e a continuidade dos estudos e desenvolver nos adolescentes uma comunicação adequada para o ingresso no mercado de trabalho.

Para a subgerente de Profissionalização, Esporte, Cultura e Lazer do Iases, Sabrina Simora Carneiro, o projeto é uma ferramenta de mudança para os adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa. “O projeto, além de ser uma oportunidade para que os adolescentes traduzam e expressem suas emoções, traz um despertar para a cidadania, para o sentimento de pertencimento ao mundo”, disse.

Nos próximos encontros, os adolescentes irão estudar as poesias escolhidas e, em grupo, trabalharão a interpretação, a oralidade e a memorização. No encerramento do projeto, na sexta-feira (29), será realizado um recital, onde os participantes apresentarão as poesias às suas famílias e a toda a comunidade socioeducativa.

Estão participando do projeto adolescentes da Unidade Feminina de Internação (UFI), da Unidade de Internação Socioeducativa (Unis) e da Unidade de Internação Provisória I (Unip I), localizadas em Cariacica. Nas próximas semanas, a ação também irá contemplar os adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa de Semiliberdade.