Home Notícias do Dia Semana Mundial de Aleitamento Materno reforça importância da amamentação
Semana Mundial de Aleitamento Materno reforça importância da amamentação

Semana Mundial de Aleitamento Materno reforça importância da amamentação

0

Começa nesta terça (01), a 25ª Semana Mundial do Aleitamento Materno promovida anualmente pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A semana, que é comemorada em mais de 170 países, tem como objetivo estimular a amamentação.

Estudos mostram que a amamentação é a melhor fonte de nutrição infantil, tem um papel fundamental no desenvolvimento da criança e também na saúde da mãe, auxiliando no fortalecimento do sistema imunológico.

Com o tema “Amamentar: ninguém pode fazer por você. Todos podem fazer junto com você!”, as ações da Semana Mundial de Aleitamento Materno serão realizadas pelos bancos de leite humano do Estado e pelos municípios.

De acordo com a coordenadora de Saúde da Criança da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Edna Cellis Vaccari Baltar, o Estado trabalha na conscientização da importância do aleitamento materno tendo como estratégias as ações realizadas pelos Bancos de Leite Humano (BHL), pela Iniciativa Hospital Amigo da Criança, pela Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil, e pelas Salas de Apoio à Mulher Trabalhadora que Amamenta. Ela explicou que todas essas estratégias são rotinas realizadas pelo Estado e pelos municípios.

A coordenadora ainda destacou que “a área técnica da Saúde da Criança estimula a criação de salas de apoio à mulher trabalhadora que amamenta nas empresas públicas e privadas, atua na organização de cursos para profissionais da atenção primária com o objetivo de estimular o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade e alimentação complementar saudável nos meses subsequentes e cursos de capacitação para profissionais de saúde que atuam nas maternidades, salas de coleta de leite humano e bancos de leite humano. Também atua junto ao Ministério da Saúde na distribuição aos municípios de material educativo relacionado à promoção do aleitamento materno”.

E para marcar a data, alguns hospitais da rede estadual irão realizar atividades para funcionários e pacientes.

O Hospital Estadual Infantil e Maternidade de Vila Velha (Himaba) vai realizar entre os dias 31 de julho e 4 de agosto diversas atividades para celebrar a data e ressaltar a importância da amamentação.

De acordo com a coordenadora do Banco de Leite do Himaba, Rosa Maria Negri Rodrigues Alves, durante todo ano a conscientização sobre a importância do aleitamento materno é trabalhada nos atendimentos às mães nos bancos de leite, as que estão com filhos na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (Utin) e também em cursos para os funcionários.

Ela destacou que entre os benefícios da amamentação estão o recebimento de anticorpos da mãe para a proteção contra infecções, além da redução do risco de desenvolvimento de alergias, diabetes e obesidade.

“A amamentação favorece ainda a relação afetiva entre a mãe, o bebê e a família, e ajuda a criança a desenvolver-se bem física e emocionalmente. Também é um excelente exercício para o desenvolvimento infantil, pois ajuda para que a criança tenha dentes fortes, saudáveis, desenvolva a fala e tenha uma boa respiração”, destacou.

Ainda de acordo com Rosa, além de ser bom para a saúde da criança, amamentar também é um ato que ajuda no cuidado da saúde da mãe. “Na mulher, reduz as chances de desenvolver anemia, câncer de mama e de ovário. A mulher que amamenta também perde mais rápido o peso que ganhou durante a gravidez”, disse.

No entanto, apesar dos vários benefícios da amamentação, Rosa destaca que muitas mães ainda acreditam que seu leite é fraco.

Ela disse ainda que até a criança completar 6 meses de vida, a mãe pode chegar no trabalho uma hora mais tarde ou sair uma hora mais cedo, visto que o ideal é que o leite materno seja o alimento exclusivo da criança até esta idade.

Já o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, vai realizar palestras sobre os aspectos emocionais da amamentação e os benefícios de amamentar, para funcionários, pacientes e seus acompanhantes.

“Para este ano pensamos em trabalhar com o sentimento das mamães. Sabemos que muitas mulheres não podem amamentar e outras não conseguem, queremos que pensem em novas formas de se aproximarem do bebê. E para aquelas mamães que têm a possibilidade da amamentação, queremos que descubram a importância do contato com os filhos”, destacou Marta Almeida, coordenadora de Projetos Sociais do Hospital Dr. Jayme.

O encerramento da programação na unidade hospitalar será marcado por um “mamaço”, realizado na sexta (04), a partir das 10 horas, no pátio central do hospital, e a expectativa é que alguns pacientes que nasceram na unidade participem do aleitamento coletivo.

Programação Semana Mundial de Aleitamento Materno

Hospital Estadual Infantil e Maternidade de Vila Velha (Himaba)

31 de julho – 13h30 às 14h30in

Facilitadoras: Enfª Gisele Helena e Drª Angélica Carvalho/ BLH HIMABA

Exposição dialogada: “Incentivar, promover e proteger o aleitamento materno na unidade hospitalar: Como eu faço?”

1º de agosto – 13h30 às 14h30

Facilitadoras: Enfª Gisele Helena e drª Angélica Carvalho/ BLH HIMABA

Exposição dialogada: “Incentivar, promover e proteger o aleitamento materno na unidade hospitalar: Como eu faço?”

03 de agosto – 13h30 às 14h30

Facilitadora: Drª Rosa Negri

Exposição dialogada: “Norma Técnica: Procedimentos Técnicos para Ordenha, Manipulação e Administração do Leite Humano Cru Exclusivo da Mãe para o próprio filho em Ambiente Neonatal”

04 de agosto – 14h às 15h30

Facilitadoras: Enfª Gisele Helena e Fonoaudióloga Erika Saiter

Roda de conversa sobre Vídeo do MS sobre Promoção proteção e incentivo ao aleitamento materno (AMAMENTAÇÃO: MUITO MAIS DO QUE ALIMENTAR A CRIANÇA) e distribuição de brindes.

Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves

1º de agosto

Palestra sobre os “aspectos emocionais da amamentação” com a psicóloga Cybile Oliveir de Araújo.

02 e 03 de agosto

A partir das 10 horas a equipe multidisciplinar fará uma visita na unidade materno-infantil. Serão distribuídos os “laços dourados”, que é símbolo do aleitamento materno.

04 de agosto

A partir das 10 horas será realizado a amamentação coletiva (mamaço), no pátio central do Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, com a participação de mamães e bebês que já foram pacientes da unidade hospitalar.

Vitória: Saúde realiza ações de apoio e promoção à amamentação

A Secretaria de Saúde de Vitória (Semus) programou diversas atividades como: oficinas para gestantes nas unidades de saúde, maternidades, bancos de leite, Centro de Referências, escolas e outras instituições para a Semana da Amamentação. A ideia é trabalhar junto com antigas e novas parcerias, para o bem comum em prol do apoio, promoção e proteção da amamentação.

Durante as oficinas serão abordados assuntos como benefícios e técnicas da amamentação, higiene bucal, acolhimento às crianças, filmes, brincadeiras, além da exposição de fotos no Cantinho da Amamentação, valorizando assim, a relação entre a mãe e o bebê.

“Toda vez que uma mãe amamenta seu filho exclusivamente por seis meses e prolonga a amamentação por dois anos ou mais, essa criança tem menos chances de adoecer e se torna mais saudável. O leite é um alimento completo para o bebê e amamentar só fortalece o vínculo mãe-criança”, afirma a secretaria interina, Regina Célia Diniz.

Benefícios da amamentação

– O ato de sugar o leite é muito importante para o desenvolvimento da dentição do bebê, pois faz com que os dentes se encaixem de forma adequada.

– A amamentação também estimula o desenvolvimento da musculatura da boca e da face, que depois irá refletir em outros movimentos como a fala e a respiração.

– O leite materno possui anticorpos que dão imunidade para a criança contra doenças, protegendo-as até que seu sistema imunológico esteja desenvolvido;

– Ele evita que a criança tenha diarreia ou prisão de ventre;

– Além do bebê, a mãe também tem benefícios do aleitamento. Além de consumir muitas calorias, alivia o estresse e protege de doenças como a osteoporose.

– Possibilita trocas afetivas entre mãe e filho, e promove a estabilidade desta relação.

– Crianças alimentadas ao seio têm menores chances de contraírem doenças respiratórias e otites médias;

– O aleitamento materno é fundamental para o desenvolvimento neurológico, respiratório e miofuncional da criança;

– O aleitamento materno tem importância epidemiológica, pois é significativo na redução de morbidade e mortalidade infantis;

– O aleitamento materno evita 823 mil mortes/ano de crianças com até 5 anos e 20 mil mortes/ano de mulheres por câncer de mama (no mundo).

WhatsApp chat