Home Notícias do Dia Vitória: Casa do Cidadão tem quase sete mil documentos perdidos
Vitória: Casa do Cidadão tem quase sete mil documentos perdidos

Vitória: Casa do Cidadão tem quase sete mil documentos perdidos

0
0

A Casa do Cidadão, em Itararé, divulgou, nesta sexta (2), a lista de documentos perdidos referente ao mês de fevereiro. São 6.920 documentos deixados no local. O que chama atenção também é a quantidade de documentos devolvidos.

Em janeiro, foram contabilizados 6.245 registros. De acordo com a secretária de Cidadania, Direitos Humanos e Trabalho (Semcid), Nara Borgo, o aumento se deve, principalmente, ao período de Carnaval, quando muitas pessoas acabam se descuidando e perdendo seus documentos.

“Nessa época, as pessoas acabam ficando mais distraídas, e é comum aumentar o número de casos. Quem perdeu seus documentos deve procurar a Casa do Cidadão ou então conferir a lista que é divulgada todo mês no portal da Prefeitura”, explicou.

A Carteira de Identidade continua liderando o ranking. De acordo com o levantamento, são 4.713 carteiras perdidas. Em seguida, estão: CPF (646), Carteira de Trabalho (477), CNH (100), Certificado de Reservista (117), certidões (254), Título de Eleitor (456) e outros (152).

Devolução

Outro dado que tem chamado atenção é o número de pessoas que recuperaram seus documentos: 45 cidadãos conseguiram reavê-los.

“O número ainda é considerado baixo, mas o trabalho de divulgação que estamos fazendo já começa a dar resultados. Em janeiro foram entregues 22. Ou seja, em fevereiro foi mais que o dobro”, pontuou a secretária.

Como recuperar?

Quem achou qualquer documento e quiser entregá-lo deve procurar a recepção central da Casa do Cidadão, localizada em Itararé. Para saber se o documento se encontra arquivado, basta olhar a relação no portal da Prefeitura, ir pessoalmente ao local ou ligar para o telefone 3382-5515, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19 horas.

O cidadão terá que apresentar também qualquer outra identificação. Já para os menores de 18 anos, ele é entregue a pai ou mãe, mediante apresentação de documento que comprove o parentesco.