(27) 988820559 gvnewstv@gmail.com

Vila Velha faz levantamento de rochas soltas no Morro da Boa Vista

jan 7, 2016

O levantamento topográfico e cadastramento de rochas soltas no Morro da Boa Vista, em São Torquato para traçar um perfil da situação atual do terreno acontecem nesta quarta-feira (6), com a presença de um engenheiro de geotécnica do Instituto Geo-Rio. Ele fará um sobrevoo no local. O objetivo é levantar informações que possam ajudar a equipe da Prefeitura de Vila Velha a identificar quais as ações necessárias para conter as rochas e evitar novos deslizamentos no local.  Na última sexta-feira, uma pedra com cerca de três mil toneladas deslizou destruindo diversas casas e ferindo 14 pessoas.

Nesta terça-feira (5), o prefeito Rodney Miranda, se reuniu com moradores para falar sobre o andamento do socorro aos afetados e quais as ações para dar mais segurança à população na região afetada.

“Estamos vivendo uma situação de crise causada por motivos naturais, como informou o laudo da Defesa Civil Estadual, que exige medidas com o intuito de salvar vidas. Queremos garantir a todos o retorno para uma vida normal o mais rápido possível. Mas precisamos tomar atitudes com consciência de que estamos fazendo o certo, tendo como base laudos técnicos conclusivos que já estão em andamento”, disse o prefeito.

Na ocasião, também foi anunciada a contratação da empresa que irá fazer as obras de derrocagem e afixação das rochas no morro, com experiência na contenção de outras encostas.

“Vamos fazer um trabalho de destruição das pedras menores e depois fixar as duas maiores – a que se desprendeu e a que ainda está em cima do morro, mas que apresenta risco às pessoas”, explicou Rodney Miranda.

Moradores

Desde o último domingo (3), 242 pessoas já foram notificadas a saírem de suas casas. As famílias assinaram um termo sobre o risco que correm. Entretanto, optam em permanecer, apesar do pedido feito para que deixem as áreas.

Ainda de acordo com a Prefeitura, o município está estudando ingressar com medida judicial perante o juizado da Infância e Juventude de Vila Velha para possibilitar a retirada de famílias com crianças das residências em área de risco.

Assistentes sociais da Prefeitura estão cadastrando as famílias e levando para o abrigo disponibilizado pelo município, na Umef Juiz Jairo de Mattos. São ao todo 355 famílias, totalizando 1.217 pessoas, sendo que 42 famílias estão acolhidas no abrigo. O restante foi para casas de amigos e familiares.

Doações – A comunidade está doando roupas e alimentos na escola. No entanto, a Prefeitura está suprindo todas as necessidades das famílias abrigadas. Conforme a necessidade, o município irá informar a população para continuar ajudando.