Home Festa da Penha História da Festa da Penha
História da Festa da Penha

História da Festa da Penha

0

 

nossasenhora
A Festa da Penha, acontece na primeira segunda-feira após a Páscoa.

A Festa da Penha é realizada todos os anos, oito dias depois do domingo de Páscoa, no Convento da Penha e no sítio histórico da Prainha. Fiéis e turistas se reúnem para assistir as missas celebradas no Campinho, além de participar das romarias e dos shows. A organização da Festa da Penha é da administração do Convento da Penha. Considerada a terceira maior festa religiosa do Brasil, fica atrás somente da comemoração que homenageia a padroeira do Brasil, em Aparecida, São Paulo,  e do Círio de Nazaré, em Belém, no Pará.

festa_penha

Padroeira do Espírito Santo

Nossa Senhora da Penha foi proclamada padroeira capixaba pelo papa Urbano VIII em 23 de março de 1.630. Conta a história que a bula papal foi confirmada apenas em 26 de janeiro de 1.908 com o resultado de um plebiscito realizado em todas as paróquias do Estado. E a aprovação do Vaticano veio apenas em 27 de novembro de 1912.

A Festa da Penha começou com o Frei Pedro Palácios, fundador do Convento da Penha.

frei_pedro_palácios
Frei Pedro

Frei Pedro Palácios era um franciscano espanhol, que veio na comitiva do português Vasco Fernandes Coutinho, donatário da capitania do Espírito Santo. O frei encomendou um painel de Nossa Senhora (o mesmo que ainda existe no convento da Penha de Vitória). O frei  expôs o painel da Virgem em uma pequena ermida e convidou os fiéis à prece e à meditação.

Um certo dia o frei contou que o painel havia desaparecido. A pintura foi encontrada entre duas palmeiras no alto do morro. Diante do ocorrido Frei Pedro decidiu construir uma pequena igreja dedicada a São Francisco, na chapada, junto ao cume da montanha e para lá levou o painel de Maria.

Mas o quadro da Virgem novamente desapareceu sendo encontrado ainda uma vez entre as duas palmeiras. O frade resolveu então construir uma ermida no cume de penhasco. Ela foi solenemente inaugurada a 1º de maio de 1570. Logo depois o frei morreu.

De acordo com o guardião do Convento da Penha, Frei Valdecir Schwambach, as festividades em homenagem à santa padroeira do Espírito Santo começaram ainda em 1571. Ele conta que não há registros sobre essa grande quantidade de pessoas que frequentam a festa hoje, mas desde o início, há 445 anos, já eram ministradas missas em homenagem à Nossa Senhora.

A primeira romaria foi a dos ‘Homens’. Ela começou em 1958. Os romeiros seguiam desde a Catedral de Vitória até o campinho do Convento. O percurso era permitido apenas para homens.  “De umas décadas para cá, essa romaria ficou maior e também surgiram outras, como a dos ‘Militares’, dos ‘Ciclistas’, dos ‘Deficientes’, entre outras. A última foi a das mulheres, que começou em 1995”, lembra Frei Valdecir.

romaria_dos_homens_fp romaria_mulheresromaria_motociclistas romaria_militaresnossa_senhora.2romaria_cilcistas

 

 

 

WhatsApp chat