Home GVNews Lucro do Banestes passa de R$ 67 milhões no semestre
Lucro do Banestes passa de R$ 67 milhões no semestre

Lucro do Banestes passa de R$ 67 milhões no semestre

0

 

O Banestes teve um lucro líquido de R$ 67,8 milhões de lucro líquido no primeiro semestre deste ano. Em relação ao mesmo período de 2013 o desempenho é 35,40% melhor. As informações foram prestadas pelo diretor-presidente do banco, Guilherme Dias.

Guilherme_Gomes_Dias
As receitas com operações de crédito, os resultados na tesouraria, a redução de despesas para devedores duvidosos e o controle das despesas administrativas foram os fatores que mais influenciaram o desempenho positivo do Banestes.
A carteira de crédito registrou um volume total de R$ 4,3 bilhões, representando um crescimento de 8,9%, em relação ao primeiro semestre de 2013. Da totalidade das operações de crédito, 52,4% destinaram-se a pessoas físicas, enquanto 47,6%, jurídicas.
Do total de crédito para pessoa jurídica, 92,4% destinam-se a micro, pequenas e médias empresas. Os principais destaques da carteira de crédito foram o aumento de 75,6% do Crédito Imobiliário e de 32,7% do Crédito para Investimento (este com repasses do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o BNDES).
Na área de cartão de crédito o Banestes registrou avanço no faturamento nas operações do Banescard (cartão de débito e crédito do banco) no percentual de 36,9%. O resultado é superior a media nacional. Esse desempenho deve-se à integração do Banescard com a Cielo e a aceitação do cartão nas principais redes varejistas do país.
A evolução das operações do banco deve-se também à ampliação da base de clientes. Em um ano, foram conquistados 48 mil clientes pessoa física, correspondendo a um aumento de 4,8%. Na pessoa jurídica foram incorporados mais de 3.800 correntistas, um crescimento de 7,6% no período.
O Patrimônio Líquido do Banestes avançou, superando a marca de R$ 1 bilhão. Esse nível de capitalização refletiu diretamente no crescimento do Índice de Basileia, que ficou em 15,2%, em 30 de junho último, propiciando um horizonte de expansão sustentável das operações do banco. A rentabilidade sobre o Patrimônio Líquido atingiu o percentual anualizado de 13,5%.
O banco remunerou os acionistas com juros sobre o capital próprio da ordem de R$ 19,5 milhões, no primeiro semestre. Desse montante, R$ 18 milhões foram destinados ao Estado do Espírito Santo, acionista controlador.
Outro fator de destaque no primeiro semestre foi a reclassificação de risco do banco. Após sete anos com rating A-, a agência de classificação de risco LFRating elevou a nota do Banestes para “A”. A mudança positiva é um indicador para o mercado de que os fundamentos do banco conferem maior confiança quanto a sua capacidade de honrar compromissos financeiros.
O Banestes pretende continuar o processo de modernização e melhoria dos serviços, a exemplo da introdução do “cartão com chip” no Banescard, da ampliação das operações por meio de canais eletrônicos e do aperfeiçoamento do atendimento na rede de agências.

WhatsApp chat