Home Notícias do Dia Procon alerta que bancos são obrigados a trocar notas falsas
Procon  alerta que bancos são obrigados a trocar notas falsas

Procon alerta que bancos são obrigados a trocar notas falsas

0

O Procon de Vitória alerta que, a partir de agora, o cidadão que verificar que recebeu cédulas falsas em saques em caixas eletrônicos e bancos ou no comércio em geral deve trocá-las em agências bancárias. Os procedimentos foram estabelecidos pelo Banco Central (BC). Até então, não havia uma regra fixa e, em alguns casos, a troca chegava a demorar até 180 dias.

O gerente do Procon Municipal, Carlos Magno Pimentel Júnior, explicou que, com a regulamentação do BC, se o dinheiro suspeito for sacado no caixa eletrônico ou caixa 24 horas, as cédulas devem ser entregues em qualquer agência da qual a pessoa seja correntista e o banco é obrigado a trocar o dinheiro. Isso também vale para os aposentados que não têm conta em banco e sacaram as cédulas suspeitas.

“No documento do Banco Central, está claro que, como as agências têm o registro da movimentação nos caixas, não é necessário apresentar extratos para fazer a substituição. Além disso, também não é exigido o registro de boletins de ocorrência. Basta procurar o banco de imediato. De acordo com o Bando Central, o dinheiro armazenado nos caixas é de responsabilidade dos bancos. Portanto, nas situações em que a falsificação ficar comprovada, as instituições ficam sujeitas a sanções administrativas”, explicou Pimentel.

Estabelecimentos comerciais

No caso de cédulas falsificadas recebidas nos estabelecimentos comerciais, a orientação do BC é de que as cédulas sejam entregues em qualquer banco. Mas, nesse caso, explica o gerente do Procon, a agência vai registrar os dados pessoais do cidadão, como nome e CPF, e as cédulas serão enviadas em até 45 dias para o Banco Central, que vai analisar o dinheiro em até 20 dias depois de receber o dinheiro.

“Se ficar comprovado que ele é legítimo, a pessoa será reembolsada e o dinheiro será creditado na conta corrente. Caso contrário, não há ressarcimento”, afirmou o gerente.

O gerente do Procon informa que todo esse processo pode ser acompanhado pelo cidadão na página do Banco Central. Lá também tem mais dicas de como proceder para identificar se o dinheiro é falso.

Como identificar dinheiro falso

Para saber se o dinheiro é irregular, o Banco Central também indica algumas medidas:

Observar a marca d’água segurando a cédula contra a luz, olhar a frente da nota e observar na área clara as figuras que representam os animais.

Ao sentir o alto-relevo, você percebe a diferença de tato em algumas áreas da nota, como no numeral do canto inferior esquerdo e nas extremidades laterais da nota.

Sempre que possível, comparar a cédula suspeita com outra verdadeira.

WhatsApp chat