Home Notícias do Dia Táxis de Vitória são aferidos para evitar fraudes contra passageiros
Táxis de Vitória são aferidos para evitar fraudes contra passageiros

Táxis de Vitória são aferidos para evitar fraudes contra passageiros

0

taxi

Até o dia 25 de junho o Instituto de Pesos e Medidas do Espírito Santo (Ipem-ES) realiza a verificação dos taxímetros instalados nos veículos licenciados na cidade de Vitória. A verificação anual afere os instrumentos utilizados e tenta eliminar os riscos de fraude. Durante a verificação, os instrumentos que se encontram em desacordo com as exigências legais são reprovados e encaminhados para reparo junto às oficinas autorizadas pelo Inmetro. Quaisquer dúvidas ou não conformidade observadas nos taxímetros, que possam resultar em prejuízos para o consumidor, são passíveis de multa para o detentor do taxímetro.

A agente fiscal do Ipem responsável pela verificação de taxímetros, Isabela Bissa, orienta como o consumidor pode identificar se o taxímetro foi verificado pelo Ipem: “É preciso observar a existência e integridade do lacre amarelo que impede o acesso à regulagem do aparelho, e do selo do Inmetro com a validade da verificação (verificado até 2016). Caso o lacre esteja rompido, o consumidor não deve aceitar a corrida, pois o aparelho pode apresentar medição incorreta”.

O taxista deve agendar previamente a verificação do seu taxímetro. Para isso, pode se dirigir à sede do Ipem (Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 1595, Ilha de Monte Belo, Vitória) ou agendar via internet, no endereço eletrônico: servicos.inmetro.rs.gov.br/agendamento. Ao agendar, o taxista deve imprimir a GRU e efetuar o pagamento no Banco do Brasil.

No dia da verificação, deverão ser apresentados os seguintes documentos: a) Autorização da Prefeitura de Vitória; b) Certificado de Verificação do Taxímetro, ano anterior; c) Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV); d) Carteira Nacional de Habilitação do Motorista (CNH); e) Comprovante de Pagamento da GRU referente ao serviço de verificação.

Paulo Renato Rodrigues, diretor-Geral do Ipem-ES, informa que o objetivo das verificações é assegurar o correto funcionamento do instrumento e, assim, proteger a relação comercial estabelecida entre passageiro e taxista. Além disso, ressalta a importância da comunicação entre a sociedade e o Instituto, através da Ouvidoria do Ipem, na qual a população pode realizar denúncias relacionadas ao uso dos taxímetros.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (27) 3636-6085, e o consumidor que notar irregularidades ou tiver dúvidas, pode fazer a denúncia na Ouvidoria do Ipem, pelo telefone 08000 391112 ou e-mail: ouvidoria@ipem.es.gov.br

WhatsApp chat