Home Notícias do Dia Vitória: muros do Romão e Forte São João ganham grafite que resgata história dos bairros
Vitória: muros do Romão e Forte São João ganham grafite que resgata história dos bairros

Vitória: muros do Romão e Forte São João ganham grafite que resgata história dos bairros

0

Foram grafitados dois muros, com uma extensão de 260 metros quadrados, aproximadamente, na Rua José Martins da Silva, nos bairros Romão e Forte São João. A obra retrata parte das vivências dos moradores da região, além da relação entre o lugar e as ligações afetivas, a partir do olhar dos agentes locais.

O trabalho foi realizado pelo artista Renato Pontello e uma equipe de seis pessoas, com a participação do grafiteiro e educador do Romão Ed Brown, que mora no Forte São João há 24 anos.

“Foi uma grande satisfação ter participado desse projeto na comunidade do Romão/Forte São João. Essa intervenção só veio agregar e deixar o rebaixamento com uma cara nova, com mais colorido. Foi muito importante ver cada sorriso no rosto dos moradores, e dos elogios de cada um que passava na hora que estávamos pintando. Saber que a equipe que participou desse projeto, se entregou de coração para deixar a comunidade mais bonita, me deixa muito feliz” afirma Brown.

De acordo com Renato, a ideia para a pintura era contribuir com o fortalecimento do senso de comunidade. “Em um dos muros, a narrativa visual faz menção à história do bairro e da rua, por ela possuir grande importância para o desenvolvimento local”.

Moradores antigos

O primeiro muro simboliza o trabalho dos moradores mais antigos do bairro. “O muro retrata a conquista no trabalho de abrir a rua e o esforço dos moradores em carregar tudo que precisavam levar para casa nas costas. Por isso ele dialoga tanto com as pessoas de gerações passadas, que viram e participaram de todas as mudanças”.

Nova geração

Já o segundo trabalho dialoga com a nova geração da comunidade. “A outra parede, direcionada aos mais novos, principalmente as crianças, tratou dos sonhos, da criatividade e da responsabilidade e participação dos mais jovens na construção desse futuro. Queríamos trabalhar o carinho, o orgulho e o entendimento de que aquele lugar é especial e único”.

Etapas

O projeto foi dividido em três etapas: Imersão, Criação e Execução. A Imersão foi realizada entre equipe e comunidade. O objetivo era definir o tema desenvolvido, por meio de reconhecimento do local, através das ruas e becos dos bairros, e entrevistas para coletar informações sobre história, referências e símbolos dos moradores.

Na Criação, o artista Renato Pontello e a equipe desenvolveram o conteúdo do processo criativo, que visa retratar a identidade e os valores presentes na comunidade.

A etapa de Execução desenvolveu o layout do desenho, que foi pintado envolvendo a participação de agentes locais, como crianças, moradores e artistas.

“A importância dessa ação está nos moradores se sentirem participantes da obra e se identificarem nela. Por meio da imersão que realizamos no bairro, pudemos conhecer melhor o local e uma parcela de moradores e, com isso, ouvir deles suas relações e sentimentos com o bairro e a comunidade. Isso nos permitiu desenvolver uma obra que se comunica mais profundamente com eles”, disse Pontello.

Para Renato, esse tipo de ação aproxima a população do universo da arte. “Elas ampliam o repertório cultural, expandindo o imaginário e o leque de possibilidades das pessoas que frequentam o local”.

Valorização do artista

“Essa ação no bairro Romão, além de contribuir para o processo de produção, difusão, circulação e fruição da arte e da cultura, proporciona um momento de criação coletiva e de fortalecimento da noção de pertencimento da comunidade”, explicou a coordenadora do projeto, Fernanda Bellumat.

A Arte é Nossa

O projeto A Arte é Nossa é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura (Semc) que tem como objetivo humanizar os espaços públicos por meio de intervenções artístico-urbanas e, assim, democratizar a produção artística local para além dos espaços tradicionais de exposição.

Desde 2013, aconteceram 14 ações em muros da cidade, através de parcerias com artistas locais ligados ao grafite, à arte-relevo e a outras técnicas, transformando as ruas de Vitória em uma grande galeria urbana.

WhatsApp chat